Encontros de escrita | Lançamento do livro “Meu estado d’alma” de Manuel Teixeira (Leuna)

collage3

Olá a todos, e sejam bem-vindos a mais um “Encontros de escrita”!

Hoje venho falar-vos de um evento ao qual tive o privilégio de assistir no passado sábado, dia 28 – o Lançamento do 1º livro de poesia de Manuel Teixeira (Leuna) – “Meu estado d’alma”. O evento deu-se no Auditório da Igreja de São Cristóvão de Mafamude, em Vila Nova de Gaia, terra do autor, e contou com a presença de vários poetas – Carlos Lacerda, Armindo Loureiro, José Carlos Moutinho, José Sá, Luana Lua, Gila Moreira, Maria Helena/Rosa Amarela – mas também de familiares e amigos, tornando-se num dos momentos mais marcantes da sua vida.

Continue reading

Advertisements

#7 A minha experiência com… O Miniaturista, de Jessie Burton

IMG_20150318_194812

Posso afirmar que Março tem sido um mês de óptimas leituras, o que se comprova, mais uma vez, com o livro do qual vos venho falar – O Miniaturista. Este best-seller do New York Times e do Sunday Times é o romance de estreia de Jessie Burton, tendo logo sido reconhecido como o Livro do Ano 2014 da Waterstones. Mas eu confesso que não lhe teria dado uma oportunidade se a Neuza, do Mil Folhas, não mo tivesse emprestado. O seu título fez-me lembrar de um episódio da série “Ghost whisperer” (Em contacto, com Jennifer Love Hewitt) e, por se tratar de um thriller, considerei que não seria muito do meu agrado. Porém, ainda bem que estava enganada e que tive oportunidade de o ler, pois trata-se de um livro único e fabuloso.

Continue reading

#3 Introspecções | Cinquenta Sombras do Amor

IMG_20150318_194653

O sexo, com os seus mitos e tabus, desmistificados ou não, tem sido um assunto de um crescente destaque nas redes sociais e meios de comunicação, na última década. Nomeadamente, fenómenos literários como “As 50 Sombras de Grey” de E. L. James, e independentemente das críticas que lhe possam ser feitas, têm permitido que a sexualidade seja cada vez mais valorizada no seio das relações humanas.

O livro sobre o qual se baseia este “Introspecções” não é o referido best-seller, mas antes aborda a sexualidade do ponto de vista da conceituada socióloga Esther Perel, “Amor e desejo na relação conjugal”. Contudo, o seu título em inglês retrata melhor aquilo que Perel nos quis transmitir, a ideia de que o sexo nas relações vive, muitas vezes, enclausurado. “Mating in captivity: Reconciling the Erotic and the Domestic” foi um livro que li em pouco tempo e, que apesar de ser técnico, tem uma enorme fluidez, através de muitos exemplos clínicos. Focando-se numa das minhas áreas predilectas e na qual gostaria, um dia, de intervir, este livro serviu-me como enorme fonte de inspiração na forma de conceber e pensar sobre as relações: quais as linhas com que se cosem, exactamente, o amor e o desejo, a atracção e o afecto, na vida real.

Continue reading

#6 A minha experiência com… A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón

IMG_20150311_182139

Hoje venho falar-vos da minha leitura de A Sombra do Vento, do autor espanhol Carlos Ruiz Zafón. Este foi lido na sequência de um desafio que vos lancei no facebook, para escolherem, de entre três livros (este, O Processo, de Kafka, e A rapariga-corvo, de Erik Axl Sund), qual aquele com que eu deveria terminar o mês de Fevereiro. Mas como Fevereiro só tem 28 dias e eu, infelizmente, durante a semana tenho menos tempo para ler do que gostaria, acabei por terminá-lo só em Março. Desde já peço desculpa pelo atraso… Porém, também devo acrescentar que, o interesse neste livro, que já foi lançado em 2004, nasceu das opiniões que dele conheci pela Internet, nomeadamente no Youtube. Pela temática, mas também pelos comentários à escrita do autor, decidi acrescentar este título à minha lista de livros para ler. E devo dizer que fiz muito bem. Por isso, aqui fica a minha opinião.

Continue reading

Encontros de escrita | Ana Roxo, uma escritora cheia de versatilidade…

Olá a todos,

Hoje trago-vos um post diferente, mas que serve para dar um propósito maior aqui à Toca: o de divulgar escritores, sobretudo alguns menos conhecidos. Dá-los a conhecer e às suas experiências, vivências, inspirações… E nada melhor do que começar por uma escritora que tive o prazer de conhecer pessoalmente, através de uma formação de empreendedorismo que ambas estamos a frequentar. Falo-vos de Ana Roxo!

eu

Continue reading

#2 Introspecções | Ele que encontrou o sentido da vida…

IMG_20150210_190350

De acordo com o Sanscrito, “Siddha” significa “encontrado” e “Artha”, “o que procurou”. Reler “Siddhartha”, do prémio Nobel Hermann Hesse, é algo que vou procurar fazer para o resto da vida. É, definitivamente, o livro da minha vida. Li-o, pela primeira vez, há 10 anos atrás, com 14 anos. Nesse primeiro contacto fascinou-me, embora mal me recorde do que retive dele então. Talvez a mera sensação de que, mais tarde, ao longo de diferentes etapas da minha vida, o iria compreender cada vez melhor.

Agora, reli-o pela segunda vez. Uma década mais tarde, chego à conclusão que, naquele tempo já assimilara muito do seu significado. Porém, só agora o valorizo, fruto de um empoderamento recente, que me trouxe a possibilidade de ser eu a segurar as rédeas da minha vida.

Porque este livro faz-nos percorrer, em cento e cinquenta e três páginas, a viagem existencial que comporta a vida humana. A vida de Siddartha é o rumo, a sua sabedoria esconde-se atrás das palavras.

Continue reading

#4 A minha experiência com… Casamento de Conveniência, de Madeline Hunter

IMG_20150222_223514

Este livro foi a minha reconciliação com a obra de Madeline Hunter. Da autora, havia lido a série dos irmãos Rothwell, que se situa no início do século XIX, tendo-me estreado bem com “As regras da sedução”. Porém, à medida que avançava na série, com “Lições de desejo” e “Jogos de sedução”, ia decaindo a qualidade das obras face às expectativas nelas depositadas, tendo terminado numa amarga desilusão com “Os pecados de Lord Easterbrook”. Porém, logo perdoei esta falta de consistência entre os romances, e fiquei cheia de curiosidade para ler “Casamento de Conveniência”, o qual se desenrola, por seu turno, na Idade Média. Graças às recomendações sábias de uma das minhas melhores amigas, aqui estou para vos falar do quanto gostei deste “Casamento de Conveniência”…

Continue reading

Liebster Award Baby

download (6)

Olá a todos!

Excepcionalmente, hoje trago-vos uma publicação, uma vez que fui nomeada pela Andreia Gaspar do blog Simply Hazel para participar num Liebster Award. Desde já, muito obrigada por ter sido escolhida.

Para quem não conhece, o Liebster Award é um projecto cujo objectivo é promover blogs com menos de 200 seguidores. O nomeado deve seguir as seguintes etapas:

1 – Escrever 11 factos sobre si

2 – Responder às perguntas de quem o nomeou

3 – Nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores

4 – Fazer 11 perguntas para quem nomear

5 – Inserir no post uma imagem com o selo do Liebster Award

6 – Inserir um link da pessoa que o nomeou

Então, são estas as regras. Vamos lá ao desafio!

11 Factos sobre mim:

  1. Tenho o sonho de ir à Disneyland Paris.
  2. Tenho medo de andar de bicicleta.
  3. Gosto de música clássica, rock, folk e jazz.
  4. A minha banda preferida são os Pink Floyd.
  5. Detesto as minhas mãos.
  6. Gosto do meu sorriso.
  7. Quero muito ser mãe.
  8. Gostava de escrever um livro.
  9. Sou tímida mas prefiro arriscar mostrar o meu trabalho.
  10. Sou teimosa e pessimista.
  11. Sou esforçada e persistente.

Respostas às perguntas da Andreia:

1. Porque é que decidiste criar o Blog?

Por vários motivos que se conjugaram: o gosto pelos livros e pela escrita, a vontade de partilhar com os outros os meus gostos e uma maior disponibilidade na minha vida para investir num projecto desta natureza.

2. Aquilo que destaca o teu Blog.

O meu blog cinge-se muito ao mundo literário, porém, nem todos os blogs sobre livros adicionam a componente da escrita. Aliás, o projecto tem 3 plataformas principais de interacção: o Canal de Youtube, onde me foco nos livros e procuro criar maior dinamismo e proximidade através do vídeo; o Facebook, de forma a divulgar rapidamente os conteúdos d’A Toca e partilhar outras notícias; e o Blog, que me permite explorar a escrita, dando uma componente muito pessoal ao projecto. Por isso, nunca poderia prescindir desta plataforma, que me permite divulgar textos que escrevo e também ter outra liberdade para explorar os meus pensamentos, sentimentos e reflexões.

3. Quais os planos que tens para o Blog?

De imediato, pretendo continuar a explorar as rubricas que tenho, e também trazer algumas discussões gerais sobre a literatura e a escrita. No futuro, penso na possibilidade de estabelecer algumas colaborações, no sentido de aumentar o fluxo de conteúdos e, talvez, a variedade. Eventualmente, poderei também estabelecer parcerias…

4. Como organizas o teu tempo para postar no Blog?

De forma a conseguir manter um mínimo de dois posts por semana, coloco os meus planos numa agenda, o que me permite estar sempre a prever o que é necessário preparar com alguma antecedência para poder rever. De resto, trabalho essencialmente ao fim do dia, depois das formações, e também ao fim-de-semana, se bem que a minha mente está sempre a planear alguma coisa…

5. Tens algum Blog que te inspire?

Não será propriamente um modelo do meu, mas é um blog que eu gosto muito de seguir e que me inspira: Mil estrelas no Colo.

6. O que achas que é essencial para se ter um Blog de sucesso?

Esta pergunta pode ser respondida de várias maneiras, consoante o que se entende por “Blog de sucesso”. Neste momento, eu considero que o meu Blog já tem sucesso, pois tem havido uma interação muito interessante em torno dele que me motiva bastante e que mostra que a mensagem chega às pessoas. Penso que isso também pode ser potenciado e mantido com dedicação e gosto genuíno na preparação dos conteúdos e na estimulação da interacção com os comentários e a forma de se introduzir a informação, criando uma identidade única.

7. Explica o nome do teu Blog.

Bem, não pensei vir a responder a esta pergunta tão cedo. Cheguei até “A Toca do Nunca” com uma chuva de ideias. Estava à procura de um elemento que me caracterizasse, e lembrei-me de coelhos. Porquê? Na verdade, um dos meus apelidos é Lebre, e por isso, sempre brincaram com isso. A Toca é, simultaneamente, um abrigo para coelhos e lebres, e um local acolhedor. O acréscimo “do Nunca” deu-se, não só por soar bem, mas também por fazer um trocadilho com “A Terra do Nunca”, e por sugerir um lugar de sonhos e criatividade.

8. Pretendes fazer do Blog um negócio ou pensas seguir outra coisa?

Não iniciei o blog com o objetivo de o tornar numa fonte de rendimento exclusivo, e não o tenho como objectivo para já. Para mim, é também importante haver hobbys, actividades que se façam apenas por prazer. Porém, e dependendo da forma como ele possa crescer, poderei empenhar-me de forma a tornar-se rentável e acho que seria muito feliz!

9. Qual o teu país de origem?

Portugal.

10. O que achaste do Blog que te nomeou?

Acho que é um blog com interesses muito próprios o que pode ser uma mais-valia. Pessoalmente, não sou muito fã de manga e anime, mas porque outros gostos se sobrepõem. Gosto da parte “Life”, acho que promove um carácter intimista e divertido. E gosto muito do visual. Parabéns!

11. Tens sugestões para o tornar mais apelativo?

Sinceramente, é continuar no caminho que está a seguir, com gosto e dedicação 🙂

11 Nomeados:

  1. Daniela – Shiu… é segredo
  2. Mariana – A última saia
  3. Diana – O mundo visto por olhos azúis
  4. Joana – News from Universe
  5. Baú Côderosa
  6. Maria João – Keep smiling
  7. Jéssica – O meu outro lado
  8. Ana Patrícia – Insomniac Owl
  9. Regina – Nosso tempo, Nosso segredo
  10. Ana – Random Things
  11. Pi – Emaranhado de Palavras

Perguntas para os nomeados:

  1. Porque decidiste criar o teu Blog?
  2. Em que consiste o teu Blog?
  3. Qual o significado do nome do teu Blog?
  4. O que pretendes transmitir com o teu logótipo/cabeçalho?
  5. Quais são os teus objectivos para o Blog?
  6. É o teu primeiro blog ou já tiveste outros projectos?
  7. Daqui a um ano, imaginas-te a continuar a vir ao Blog? E daqui a cinco anos?
  8. Tens alguma fonte de inspiração para o teu Blog?
  9. Houve alguma mudança na tua vida depois de iniciares o Blog?
  10. Qual a tua opinião sobre o Blog que te nomeou?
  11. Tens alguma sugestão para o melhorar?

Espero que tenham gostado deste desafio e desejo muito boa sorte para todos os Bloggers nomeados!

Beijinhos 🙂