#27 A minha experiência com… O Monte dos Vendavais, de Emily Bronte

Olá a todos!

img_20151207_113350.jpg

Hoje trago-vos mais um texto da rúbrica “A minha experiência com…” onde partilho as leituras mais marcantes que tenho feito. “O Monte dos Vendavais” é, sem dúvida, um exemplo disso. Por sugestão da Silvéria, do canal The fond Reader, peguei neste livro que já estava na minha estante há bastante tempo. Era daquelas histórias que parecia ter tudo para me agradar, e que, depois da leitura de “Jane Eyre” (da irmã Charlotte Bronte), ainda mais curiosidade me suscitava. As várias adaptações cinematográficas de que já tinha visto excertos, bem como a composição de Kate Bush (Wuthering Heights), foram criando na minha imaginação uma certa expectativa… Resta saber se esta se cumpriu.

Continue reading

Advertisements

#26 A minha experiência com… Bons sonhos, meu amor, de Dorothy Koomson

img_20160102_202016.jpg

E esta é já a terceira leitura que faço de Dorothy Koomson! “Bons sonhos, meu amor” foi uma obra que inclui na Maratona Especial de Natal, como romance e um livro sobre crianças. Iniciei-o durante a Maratona, mas só o terminei no dia 31 de Dezembro, perfazendo um total de 37 livros lidos em 2015. Terminei, assim, o ano com um romance repleto de emoções e esperança.

Continue reading

#25 A minha experiência com… O Espião Português, de Nuno Nepomuceno

Olá a todos, e sejam bem-vindos ao Blog d’A Toca do Nunca!

img_20151207_113245.jpg

Hoje venho falar-vos de um dos livros mais populares no panorama atual da literatura nacional, que é o 1º volume da Trilogia Freelancer, de Nuno Nepomuceno: “O Espião Português”. Este livro tem vindo a conquistar fãs um pouco por toda a blogosfera e o booktube, e eu não pude ficar indiferente. Com o 3º volume já nas bancas, e por incentivo da Roberta, do Blogue Flames (que, aliás, me emprestou o livro – Obrigada!) acabei por decidir experimentar. Apesar de as histórias de espionagem não serem o meu género predilecto, este livro esconde muito mais do que parece…

Continue reading

#24 A minha experiência com… Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

IMG_20151101_145934

Olá a todos! Estou de volta com mais uma prometida opinião literária. Venho falar-vos da minha releitura de Orgulho e Preconceito, um dos clássicos mais conceituados de Jane Austen e a vossa escolha no último TBR Jar Challenge. E será com muito gosto que venho partilhar esta experiência convosco, uma vez que a vossa sugestão foi de novo ao encontro dos meus gostos… De facto, estava na altura certa para regressar a esta obra, que há sete anos atrás pouca consideração me suscitou. Agora, ganhou um lugar no meu coração.

Continue reading

#23 A minha experiência com… És o meu destino, de Lesley Pearse

IMG_20151016_224926

Olá novamente! Hoje não há só uma: há duas opiniões a chegar à Toca. Isto porque terminei há poucos dias de ler “És o meu destino”, de Lesley Pearse, uma leitura que já iniciara em Setembro. E não fazia sentido esperar muito mais para partilhar convosco a minha opinião, pois não? Espero que desse lado estejam muito curiosos por conhecer a minha experiência com o último volume da saga de Belle.

Continue reading

#22 A minha experiência com… Só o tempo dirá, de Jeffrey Archer

IMG_20150828_150220

Olá a todos! Hoje trago-vos mais uma das minhas leituras de Agosto. Uma que, apesar da pouca informação que tinha quando parti para ela, não desapontou. Venho falar-vos do 1º volume da saga familiar The Clifton Chronicles, intitulado Só o tempo dirá (Only time will tell) de Jeffrey Archer. Best-seller internacional e autor de 16 romances, bem como de contos, peças de teatro e obras de não-ficção (Os diários da prisão), foi só no início deste ano que conheci este autor, através da sua mais recente publicação. Na verdade, este foi um dos lançamentos da primeira metade do ano que mais curiosidade me despertou (ver aqui). Talvez pelo misto de História, drama e romance, mantive este livro “debaixo de olho” até o poder comprar. E mantive-me pouco informada e sem grandes expectativas para a leitura da mesma. A experiência… revelo-vos agora.

Continue reading

#21 A minha experiência com… O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde

IMG_20150828_150019

Olá a todos! Estou de volta à Toca do Nunca e, antes de mais, é tempo de “arrumar” algumas leituras atrasadas. Por isso, começo por vos falar da minha experiência com O Retrato de Dorian Gray que, caso não se recordem, foi a vossa escolha no último TBR (há cerca de 2 meses atrás). Eu li esta obra durante o mês de Agosto, mas espero que, apesar da demora, estejam interessados em saber como foi este meu primeiro contacto com a obra de Oscar Wilde. A minha edição foi-me oferecida pela minha amiga Sara, no meu aniversário (em Maio), mas antes eu tinha visto uma opinião da Joca, do little house of books (ver aqui) que me deixara absolutamente fascinada. Portanto, não iria esperar muito até desvendar os mistérios de Dorian Gray…

Continue reading

#20 A minha experiência com… Os muitos nomes do amor, de Dorothy Koomson

IMG_20150801_155455

Decorridos mais de 6 meses desde a descoberta de uma das minhas autoras preferidas, com “A filha da minha melhor amiga”, venho falar-vos da minha recente leitura de “Os muitos nomes do amor”, o mais recente lançamento de Dorothy Koomson. Porque é que, da já variada obra editada em Portugal, optei pelo seu romance recém-publicado? Porque o principal tema abordado no livro, a adopção, interessa-me bastante, tornando-se assim um dos mais cativantes na sua lista. Sobretudo pela abordagem do ponto de vista de uma personagem adulta, o que me deixou curiosa em relação à forma como iria ser explorado. Poucos dias depois de o comprar, não resisti em saber e peguei nele para descobrir. E agora partilho convosco esta experiência.

Continue reading

#19 A minha experiência com… Fome de Fogo, de Erik Axl Sund

IMG_20150712_234324

Quando em Março deste ano iniciei esta trilogia, fui movida pela curiosidade suscitada pelas opiniões de vários bloggers e booktubers, mas, no fundo, parti sem grandes expectativas de vir a gostar verdadeiramente desta série. Não só porque o género não é dos meus habituais, mas porque estes livros são pautados por uma tónica constantemente dura, pesada e brutalmente verosímil. No entanto, se “A rapariga-corvo” foi uma leitura inicialmente desmotivante, este 2º volume agarrou-me logo de início, com o estilo único que a dupla Erik Axl Sund consolida e aperfeiçoa. “Fome de Fogo” segue, numa intensidade dramática que cresce até um final surpreendente e desconcertante, e que nos faz querer avançar de imediato para o volume final.

Continue reading

#18 A minha experiência com… As mulherzinhas, de Louisa May Alcott

IMG_20150704_122305

Hoje venho falar-vos de uma releitura. Trata-se do clássico infanto-juvenil de Louisa May Alcott, “As Mulherzinhas”, e que foi também a vossa escolha no último TBR Jar Challenge. Este é um livro que acompanhou a minha infância e início da minha adolescência, sendo uma das minhas leituras mais antigas. Recentemente eu vi a adaptação cinematográfica de 1994, com Winona Ryder no papel de Jo March e Christian Bale no papel de Laurie, e foi essa experiência que me despertou curiosidade em reler a obra literária, agora na idade adulta. Ao contrário do passado, li estas 150 páginas em pouco mais de três horas, e vou contar-vos tudo de seguida.

Continue reading