Encontros de Escrita | Um lançamento… “Aparentemente diferente”

O último sábado à tarde ficará para sempre na minha memória como um dos momentos mais emocionantes que vivi na minha Faculdade. Foi uma tarde de afectos, de conquistas, e de uma união entre os presentes pouco habitual nos dias de hoje.

No passado dia 16 de Abril decorreu, pelas 15h, na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, o lançamento do livro “Aparentemente diferente”, de Manuel Francisco Costa.
image

Manuel Francisco Costa trabalha como designer gráfico nesta faculdade, mas o seu talento não se esgota nos bonitos cartazes que prepara, entre outros serviços. As palavras também são uma paixão que, aliás, partilhamos. Mas o Manuel Francisco é, para mim, um exemplo de como tudo é possível. Uma prova de algo que acredito há muito tempo: as semelhanças entre as pessoas são bem mais importantes do que as suas diferenças. E as diferenças, por vezes, não são bem o que parecem…

Com muita alegria minha, o Manuel Francisco aceitou o convite de responder a algumas questões aqui para A Toca do Nunca. Por isso, convido-vos a conhecer este autor e o seu mais recente livro de poesias, contos, mensagens… e muito Porto!

Continue reading

Advertisements

#27 A minha experiência com… A Trança de Inês, de Rosa Lobato Faria

ines2

Olá a todos! Hoje trago-vos uma leitura de 2015, que conclui durante a Maratona de Natal. Porém, só agora vos falo deste livro porque tem tudo a ver com o tema deste mês do projeto Book Lo<3rs, que são As mulheres. E por isso, decidiu falar-vos deste livro, que não só é escrito por uma grande mulher da literatura nacional – Rosa Lobato Faria – mas também presta homenagem a uma das mulheres que mais marcou a nossa história – Inês de Castro. Este livro foi-me emprestado pela Silvéria, do The fond reader, mas que já me interessava porque estou a tentar ler mais autores portugueses. E, posso-vos dizer, só a partir deste livro, que se faz muito boa literatura por cá…

Continue reading

#27 A minha experiência com… O Monte dos Vendavais, de Emily Bronte

Olá a todos!

img_20151207_113350.jpg

Hoje trago-vos mais um texto da rúbrica “A minha experiência com…” onde partilho as leituras mais marcantes que tenho feito. “O Monte dos Vendavais” é, sem dúvida, um exemplo disso. Por sugestão da Silvéria, do canal The fond Reader, peguei neste livro que já estava na minha estante há bastante tempo. Era daquelas histórias que parecia ter tudo para me agradar, e que, depois da leitura de “Jane Eyre” (da irmã Charlotte Bronte), ainda mais curiosidade me suscitava. As várias adaptações cinematográficas de que já tinha visto excertos, bem como a composição de Kate Bush (Wuthering Heights), foram criando na minha imaginação uma certa expectativa… Resta saber se esta se cumpriu.

Continue reading

#26 A minha experiência com… Bons sonhos, meu amor, de Dorothy Koomson

img_20160102_202016.jpg

E esta é já a terceira leitura que faço de Dorothy Koomson! “Bons sonhos, meu amor” foi uma obra que inclui na Maratona Especial de Natal, como romance e um livro sobre crianças. Iniciei-o durante a Maratona, mas só o terminei no dia 31 de Dezembro, perfazendo um total de 37 livros lidos em 2015. Terminei, assim, o ano com um romance repleto de emoções e esperança.

Continue reading

Balanços e Resoluções

Olá a todos!

No rescaldo de mais um ano civil, é tempo de rever algumas das metas atingidas, iniciadas ou que ficaram por fazer, e de traçar novos desafios para o futuro.

No canal d’A Toca do Nunca poderão assistir ao um vídeo onde resumo algumas das resoluções que levei a cabo em 2015 e algumas das coisas que mais marcaram o ano de 2015 em termos de leituras. Podem ainda conhecer alguns dos desafios a que me quero propor em 2016.

Para complementar este vídeo, deixo-vos ainda uma lista de 5 livros que marcaram o meu ano de 2015, e 6 livros que quero ler em 2016.

Curiosos?

Continue reading

#25 A minha experiência com… O Espião Português, de Nuno Nepomuceno

Olá a todos, e sejam bem-vindos ao Blog d’A Toca do Nunca!

img_20151207_113245.jpg

Hoje venho falar-vos de um dos livros mais populares no panorama atual da literatura nacional, que é o 1º volume da Trilogia Freelancer, de Nuno Nepomuceno: “O Espião Português”. Este livro tem vindo a conquistar fãs um pouco por toda a blogosfera e o booktube, e eu não pude ficar indiferente. Com o 3º volume já nas bancas, e por incentivo da Roberta, do Blogue Flames (que, aliás, me emprestou o livro – Obrigada!) acabei por decidir experimentar. Apesar de as histórias de espionagem não serem o meu género predilecto, este livro esconde muito mais do que parece…

Continue reading

#24 A minha experiência com… Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

IMG_20151101_145934

Olá a todos! Estou de volta com mais uma prometida opinião literária. Venho falar-vos da minha releitura de Orgulho e Preconceito, um dos clássicos mais conceituados de Jane Austen e a vossa escolha no último TBR Jar Challenge. E será com muito gosto que venho partilhar esta experiência convosco, uma vez que a vossa sugestão foi de novo ao encontro dos meus gostos… De facto, estava na altura certa para regressar a esta obra, que há sete anos atrás pouca consideração me suscitou. Agora, ganhou um lugar no meu coração.

Continue reading

Encontros de Escrita | Madalena Santos e os seus sete ofícios

madalena1

Conheci Madalena Santos através de uma outra paixão que ambas temos em comum, que não são os livros, mas a música. No entanto, não tardei a descobrir que Madalena não só gostava muito de livros, como também já tinha escrito e publicado não um, nem dois, mas quatro livros. De 2006 a 2010, a saga “As Terras de Corza” foi ganhando vida, como a maior obra literária da autora até agora, a par de outras publicações em jornais, revistas e concursos literários.

Mas se 4 livros publicados aos 28 anos de idade não chegassem para provar o quão trabalhadora e empenhada é, Madalena ainda conjuga a escrita com a advocacia, a música e o voluntariado. Fundou e coordena ainda a Biblioteca de Nogueira da Maia. É de todas estas atividades que lhe vêm a inspiração, admite, até porque todas fazem parte de si. E no meio de tantas atividades, ainda arranjou tempo e entusiasmo para uma entrevista para A Toca do Nunca… Por isso, aposto que vão gostar de conhecer Madalena Santos.

Continue reading