#14 A minha experiência com… Crónica de uma morte anunciada, de Gabriel García Marquez

IMG_20150530_162112

Olá a todos! Cá estamos novamente para partilhar convosco a minha leitura de Crónica de uma Morte Anunciada, de Gabriel García Marquez. Foi a minha estreia com a obra deste premiado do Nobel da Literatura, e não podia ter sido melhor. Sobretudo, até porque o próprio autor considera que este é, até àquela data, o seu melhor romance, na medida em que nele conseguiu “fazer exactamente aquilo que queria”. Em pouco mais de 100 páginas, que li em duas noites, Gabriel García Marquez já se tornou um autor no qual quero continuar a investir.

“Crónica de uma morte anunciada” é um título apelativo, e não podia ser mais literal quanto à história a ser narrada. Este livro conta-nos a história de Santiago Nasar, um jovem vítima de uma acusação falaciosa por parte de Angela Vicario, uma mulher repudiada na sua noite de núpcias pelo marido, por já não ser virgem. Como forma de vingar publicamente a sua honra, os irmãos de Angela preparam-se para matar Santiago, perante o olhar cúmplice de toda a aldeia. Toda esta história é contada com base nos fragmentos de memória das personagens, recolhidas em entrevistas, e do narrador, ele próprio uma personagem, passados mais de 20 anos sobre a tragédia. São, assim, recriados os factos, e o impacto que a culpa (dos que assistiram impotentes, ou não) deixou na população, e que servem de base a um romance de imensa nostalgia e criatividade.

O que mais me deixa maravilhada neste livro é a capacidade de Gabriel García Marquez em contar a sua história. Sobretudo quando temos em conta que o leitor sabe, à priori, o que irá acontecer, é genial a sua mestria em suscitar e manter o interesse naquilo que vai ser narrado, com toques de sarcasmo, mas também de realismo mágico, numa narrativa carregada de presságios e coincidências funestas, alimentados pela escrita rica em recursos estilísticos. Neste romance, o narrador dá-nos a conhecer, não só a sequência de acontecimentos que descarrilaram no desfecho conhecido, como também constrói o ambiente que o acompanha e que permanece alterado depois do seu desenrolar. Compreende-se o impacto da injustiça destes acontecimentos junto da população que assistiu, consternada, ao massacre, bem como junto dos assassinos (que, de resto, são levemente punidos), o que é sublinhado pela passagem do tempo. E, no entanto, outras explicações permanecem no mistério, tornando mais verosímil a estrutura do romance. No fundo, este livro retrata a injustiça dos preconceitos sociais daquela época, recontando os acontecimentos à luz das verdadeiras vítimas, uma vez que, para a população, a vítima havia sido Bayardo San Róman, marido de Angela. Gabriel García Marquez, sem fugir ao realismo dos factos, constrói um ambiente no qual se sente o peso do infortúnio e da injustiça, principalmente para com Santiago, mas também para com Angela, que foi brutalmente punida pela repressão sexual da época.

Assim, é de constatar que estamos perante uma obra-prima, uma criação literária de uma qualidade excepcional, que merece ser analisada com muito mais pormenor do que eu sou capaz de fazer. Acima de tudo, pensar que esta obra foi baseada numa história verídica contribui com uma outra intensidade dramática, e deixa-me ainda mais a pensar sobre esta história. Apesar de não ter sido uma leitura arrebatadora, eu gostei imenso deste livro e sinto-me motivada a ler outras obras do autor, como “Memórias das minhas putas tristes” e “Cem anos de solidão”.

IMG_20150530_162232

Classificação: **** (Muito bom)

Link no Goodreads: https://www.goodreads.com/book/show/7377996-cr-nica-de-uma-morte-anunciada

E vocês já leram esta ou outra obra de Gabriel García Marquez?

O que acharam desta opinião?

Espero continuar a encontrar-vos desse lado e até ao próximo post! 😀


Editora: Dom Quixote (http://www.dquixote.pt/pt/gca/editora/)

1ª Edição: 1981 (Original)

Páginas: 105

Apresentação: Capa mole

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s