#12 A minha experiência com… A família Sogliano, de Sveva Casati Modignani

IMG_20150501_205546

Olá a todos, e bem-vindos a mais um texto da rúbrica “A minha experiência com…”. Que tem estado paradinha, é verdade, pois este mês de Abril foi difícil para as leituras. No início do mês li o 2º livro do TBR Jar Challenge, Sete minutos depois da meia-noite, que se tornou dos meus livros preferidos. Simultaneamente, deixou-me numa grande “ressaca literária”, o que, a par de outras tantas tarefas, fez com que estivesse vários dias sem conseguir pegar num livro. Finalmente me resolvi a experimentar este, que já estava na minha estante há um mês, e também por ser mais leve (visto que este mês não houve disposição para leituras mais complexas). Sveva Casati Modignani é também uma das escritoras que me propus a conhecer este ano, já que é considerada a “signora do best-seller italiano”. E este seu “A família Sogliano” é um dos mais recentes lançamentos em Portugal. Mas afinal, como foi esta leitura? É só continuarem a ler…

Antes de mais, este romance conta, precisamente, a história da família Sogliano, uma família napolitana de Torre del Greco ligada à indústria do coral. Centra-se na personagem de Orsola, uma milanesa de 50 anos que se casou com Edoardo Sogliano e de quem teve cinco filhos. A acção inicia-se com a morte prematura e trágica de Edoardo num acidente rodoviário. Para além da dor pela perda do seu grande amor, Orsola sofre duplamente ao descobrir a existência de um filho ilegítimo, o pequeno Steve. A história desenvolve-se, então, em analepses e prolepses que nos desvendam os segredos e acontecimentos do passado e nos dão a conhecer mais sobre esta família, à medida que elaboram o luto pelo marido e pai, mas também se adaptam a um novo futuro, como uma família cada vez mais unida e acolhedora.

Esta é, assim, uma história que explora temas que me são muito queridos – o amor, a família, a esperança – e, simultaneamente, o faz de forma interessante. O romance divide-se por partes, e cada parte nos remete para uma personagem, ou um conjunto de personagens, e um determinado tempo da acção. Por isso, vamos construindo progressivamente a imagem desta família, o seu passado e como foram evoluindo; o porquê da traição de Edoardo, e como terá vivido com o segredo de mais um filho. E dá-nos igualmente, uma perspectiva muito especial sobre a própria cultura italiana: as diferenças entre o Norte e o Sul, os acontecimentos históricos (como a 2ª Guerra Mundial e a Ditadura) e mesmo a relação entre a economia e o clero. Por todos estes aspectos, o romance tem um valor acrescido para mim.

Porém, de um modo geral, eu não gostei desta leitura, que me levou mais de duas semanas para concluir e da qual estive perto de desistir. Em primeiro lugar, não gostei da escrita, embora não saiba especificar porquê. Talvez por, muitas vezes, os diálogos me parecerem pouco credíveis e naturais (embora isso possa dever-se a constrangimentos de tradução) e por ser, em certas partes, muito superficial. E aqui a minha memória remete-me para a experiência com Danielle Steel, muito semelhante a esta autora, à excepção da criatividade na construção da narrativa. Além disso, a verdade é que, neste romance, passa-se muito pouco ou quase nada. A autora remete-nos quase inteiramente para o passado, e no presente dão-se muito poucos desenvolvimentos, e mal explorados (em particular, a adaptação de Steve à família Sogliano). O que nos deixa a questionar: “Será que ela sabia o que queria contar? Parece que ficou a meio…”.

Por isso, ao contrário do meu palpite, este não foi um bom livro para me arrancar da falta de motivação para a leitura (que, muitas vezes, foi posta de lado para acompanhar séries de TV), uma vez que constantemente sentia que “isto nem me aquece, nem me arrefece”. Penso, no entanto, que escolhi mal o romance de estreia com esta autora, e gostava de lhe dar uma nova oportunidade com o seu mais conhecido “Baunilha e Chocolate”. E aceito sugestões vossas sobre outros livros que deva experimentar de Sveva Casati Modignani!

IMG_20150501_205655

Classificação: ** (Razoável)

Link no Goodreads: https://www.goodreads.com/book/show/18517534-palazzo-sogliano

Então, vocês já leram este livro, ou outros desta autora? Fico à espera das vossas sugestões 😉

Vemo-nos num próximo post!

Beijinhos


Editora: Porto Editora (http://www.portoeditora.pt/)

1ª Edição: 2014

Páginas: 384

Apresentação: Capa mole

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s